sábado, 9 de julho de 2016

Dicas de informática para concursos - Atalhos do teclado do LibreOffice

A regra de ouro para aprender em informática é a prática. Em geral o conteúdo é melhor fixado comparado com a simples decoreba, principalmente quando se trata de preparar para prestar concurso.  

As apostilas de concursos trazem muitos conceitos quando se trata de informática. Porém para boa parte das pessoas, sobretudo para as que não se interessam muito pela área, a simples leitura será maçante. Agora, uma vez que você procura colocar em prática os conceitos no seu uso normal do computador, a fixação do conteúdo será mais natural. Existem várias maneiras de estudar e cada um de nós devemos encontrar a mais eficiente. Para aqueles que não gostam de computador, a saída é usar o computador como meio para aquilo que interessa, tomando um assunto de interesse e trabalhando em cima dele tendo como base estas dicas a seguir.

Nesta postagem a dica é estimular a prática do uso de atalhos de teclados, uma vez que são tópicos comumente cobrados pelas bancas. Especificamente os do LibreOffice, também cobrado o conhecimento nas provas. E como a maioria das pessoas usam o Office da Microsoft - Word, Excel, Powerpoint... Porém, é interessante instalar e acostumar a usar o LibreOffice, devido a algumas diferenças, nos atalhos de teclado inclusive. Para instalá-lo, confira neste link.


PEGANDO UMA "COLA" NO MENU PRINCIPAL



Menu LibreOffice
1-LibreOffie destaque atalhos no menu


A imagem acima corresponde ao menu Arquivo do LibreOffice Writter, o equivalente ao Word - para textos. Os destaques indicam os atalhos mais comuns: CTRL+O para Abrir; CTRL+S - Salvar; CTRL+Shift+S - Salvar como; CTRL+P - Imprimir; CTRL+Q - Sair (lembrando que o atalho Alt+F4 é "universal" para fechar programas). 

Fiz a lista acima, porém o que indico é usar o programa normalmente para editar seus textos, apenas com atenção aos atalhos que o menu dá uma "cola", procurando aos poucos adotar usá-los ao invés do cursor do mouse. Ao acostumar você sentirá um ganho em produtividade inclusive, acessando muito mais rápido os recursos. Leva um tempo para habituar no uso dos atalhos, porém uma vez que você acostuma, o seu rendimento no manuseio do computador aumenta muito, pois é muito mais rápido apertar duas ou três teclas comparado com "arrastar" o cursor do mouse. Ajuda a desenvolver a memória inclusive.



Menu Editar - atalhos
2-Menu Editar do LivreOffice - atalhos
A segunda imagem destaca os atalhos de edição. Acessando o menu Editar vemos uma grande lista, sem dúvida das funções mais usadas: CTRL+Z - Desfazer; CTRL+Y - Refazer; CTRL+X - Recortar; CTRL+C - Copiar; CTRL+V - Colar; CTRL+A - Selecionar tudo; CTRL+F - Localizar (achar uma palavra ou frase no texto). Estes são os mais comuns. Os outros são de funções mais específicas ou avançadas, menos usadas. De qualquer forma, vale a curiosidade de conhecê-las. Neste ponto, ter a curiosidade de uma criança - "o que faz isso, o que faz aquilo?" - ajuda. Por isso elas aprendem tanto e em tão pouco tempo! Elas também não têm medo de fazer alguma coisa errada e dar defeito. É errando que se aprende mesmo.


APROVEITE AS BARRAS DE FERRAMENTAS



Ferramentas - atalhos
3-Barra de ferramentas - atalhos
Por último, a barra de ferramentas. A terceira imagem mostra como você vê os atalhos passando o mouse nas diversas funções, como Negrito (CTRL+B), Itálico (CTRL+I), Sublinhado (CTRL+U)... Novamente, a dica é ter a curiosidade de criança. 

Fico por aqui. A idéia nessa publicação é estimular a prática. E apesar de serem dicas voltadas para o LibreOffice, para o pacote Office da Microsoft as diferenças são poucas. Vale a curiosidade também e fazer a comparação entre eles. E a prática leva a perfeição. 


Oriente-se...


Termino citando o pensamento de Robert T. Kiyosaki, autor do best-seller "Pai rico, pai pobre", muito útil para lidar com o medo de cometer erros, o que atrapalha muito o aprendizado:
"Um dos aspectos mais dolorosos em relação a cometer erros e ficar desapontado ou falhar em alguma coisa não está no que as pessoas dizem. É o quanto nós somos duros com nós mesmos. Muitas pessoas que cometem erros muitas vezes se flagelam com muito mais rigor que qualquer outra pessoa faria. Elas deveria se transformar em suas próprias polícias contra abuso emocional pessoal."
Robert T. Kiyosaki
Escreva nos comentários, clique em curtir, visite a página do Facebook  e compartilhe com seus amigos. Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário