sábado, 31 de dezembro de 2016

Como enviar arquivos de texto do computador direto para o Kindle

Além da opção de enviar arquivos diretamente de sites ou via e-mail, como já publiquei anteriormente no blog, existe outra boa alternativa que é enviar diretamente do computador, usando o aplicativo Send to Kindle para PC

Acessando este link, você poderá baixar o arquivo de instalação do programa, instalação esta que é muito rápida, em poucos segundos, o que dispensa um passo-a-passo detalhado. O programa só tem disponível na língua inglesa.


ENVIANDO...


Após instalado, o ícone do programa aparecerá no menu de opções que abre pressionando o botão direito do mouse sobre um arquivo de texto, como um arquivo do Word por exemplo (arquivo DOC ou DOCX):


Amazon Kindle
1-Ícone do Send to Kindle nas opções de arquivo

sábado, 8 de outubro de 2016

Como salvar vídeos do Facebook no seu computador ou Smartphone

Se você assistiu a um vídeo no Facebook que gostaria de guardar para assistir de novo, mesmo sem internet disponível, você pode salvar em arquivo no seu computador, notebook ou smartphone. E sem precisar instalar nenhum aplicativo ou programa extra. 

Existe o recurso de salvar vídeo no Facebook, que aqui no blog você pode ver nesta postagem. O problema é que você precisa estar conectado para assistir novamente. O vídeo fica salvo no seu perfil da rede social, de modo que você precisa estar conectado e logado para ver novamente.

Por outro lado, se você salvar em arquivo no seu computador ou celular, além de poder assistir mesmo com o aparelho em modo avião, você pode enviar direto em outra rede social ao invés de enviar apenas o link, como enviar direto pelo Whatsapp por exemplo.

Para fazer isso no computador, siga os passos a seguir e/ou, em seguida, pelo smartphone:


Salvando em arquivo no computador


Para salvar no seu computador são poucos passos para você ter gravado numa pasta o vídeo de sua preferência. 

Primeiro, clique com o botão direito do mouse sobre o vídeo. 

Aparecerá três opções como na imagem abaixo, onde você deverá selecionar a terceira, Show video URL. Assim será exibido o link direto do vídeo em questão:


Facebook
1-Menu de Opções do Vídeo
O link aparecerá já selecionado. Basta então copiar, ou com o menu aberto com o botão direito do mouse sobre o link, ou pelo bom e velho atalho de teclado Ctrl+C.


Facebook
2-Link direto do vídeo
Em seguida cole o link na barra de endereços, de preferência numa nova aba do navegador, novamente com o botão direito do mouse ou o atalho Ctrl+V:


Facebook
3-Cole o link na barra de endereços
Antes de pressionar o Enter para abrir o link, selecione desde o http até antes do ponto após o www e digite a letra m (com o cuidado de não selecionar o ponto, caso contrário não irá funcionar). Isto fará com que você abra no seu computador a versão mobile do Facebook, ou seja, a versão web para dispositivos móveis ou celulares.


Facebook
4-Selecionando trecho do link

Na próxima imagem confira como o link ficará:


Facebook
5-Link alterado para versão mobile

Ao pressionar o Enter então você notará que o Facebook abrirá de forma mais "enxuta", como aparece quando você abre no seu celular através do navegador, como será mostrado mais adiante, quando para salvar no smartphone. 

Neste ponto, para finalmente deixar o vídeo arquivado no seu computador, clique para assistir e em seguida com o botão direito do mouse clique sobre o vídeo. Você verá como na imagem abaixo a opção em destaque, Salvar vídeo como... 

Resta apenas escolher onde você quer salvar o arquivo, na janela do windows explorer que abrirá, onde você poderá navegar nas pastas do seu computador. Salvará o arquivo no formato MP4, formato com boa compactação, ou seja, o arquivo não ficará muito grande e ao mesmo tempo terá boa qualidade.

Facebook
6-Menu com a opção Salvar vídeo como...
Dica: lembre de alterar o nome do arquivo de vídeo, pois por padrão ele ficará "bem pequeno" como na imagem abaixo:


Facebook
7-Nome padrão ao salvar o arquivo

Salvando no smartphone


Salvar no celular é mais simples ainda. Só não será através do aplicativo da rede social do Mark Zuckerberg. Você precisará abrir através do navegador web do seu aparelho:

Moto G 3ª geração
8-Navegador no smartphone
Abra então a rede social pesquisando para aparecer o link ou digitando diretamente. Note que o endereço aparece m.facebook... como é preciso fazer no computador ou notebook.

Facebook
9-Acesso ao Facebook através do navegador no smartphone
Aqui você precisará digitar seu e-mail ou número de telefone e senha

Observo que boa parte das pessoas, para não precisar digitar sempre que abrir, salvam o nome de usuário e senha no navegador, tanto no computador como no smartphone. E também com a facilidade no caso dos celulares, onde o aplicativo abre automaticamente com seu nome e senha já gravados. 

Resultado: esquecem a senha. 

Só uma parêntesis para chamar a atenção num ponto importante: esta facilidade é uma "faca de dois gumes" ou "dois legumes", pois por um lado facilita e agiliza na correria e impaciência, comum destes nossos tempos "conectados" à rede; por outro lado porém, facilita também para quem quiser invadir seu perfil, podendo enviar material como se fosse você ou até pior, sem falar naturalmente na questão da privacidade. Noto na maior parte das pessoas que conheço, desde familiares até conhecidos em cursos a falta do cuidado de fazer o logoff, ou seja, sair da conta do Facebook sempre que terminar de usar. Não foram poucas as vezes em que encontrei em computadores públicos, perfis "logados" no face. É claro que eventualmente numa emergência pode não ter dado tempo. De qualquer forma, adquirindo o hábito, passa as ser automático, de modo que sempre que você terminar de usar, sem sentir você irá lá na opção Sair quando não for usar mais. Quando falamos dos "especialistas" em perder celular (brincando é claro), esse cuidado é particularmente importante. 

Enfim, recomendo o hábito de usar a opção Sair e ter um pouco de trabalho para digitar a senha toda vez que for acessar a "rede social azul", bem como qualquer outra rede. No caso do endereço de e-mail ou telefone os navegadores se encarregam de gravar, evitando de ter de digitar toda vez que quiser entrar...

Voltando então ao recurso de salvar vídeo no celular. 

Uma vez aberto no navegador do seu celular, bastará escolher o vídeo de sua preferência, podendo ser entre os vídeos salvos. Coloque para reproduzir o vídeo e toque sobre ele durante alguns segundos para aparecer o menu de opções (neste caso aparecerá apenas Salvar vídeo).

Facebook
10-Salvando vídeo no smartphone
Naturalmente é mais indicado fazer esse procedimento quando conectado pelo Wifi, pois dependendo do tamanho do vídeo, poderá consumir boa parte ou todo o seu pacote de dados da operadora, inclusive dependendo do caso interrompendo o download antes de terminar, sem salvar portanto o arquivo. Por padrão os aparelhos salvam na pasta Download.

Escreva nos comentários, clique em curtir, visite a página do Facebook  e compartilhe com seus amigos. Até a próxima!

sábado, 1 de outubro de 2016

Sistema eletrônico de votação. Um avanço de fato?

...Diego conclui que não é um especulação que o sistema de votação usado no país é inseguro. É demonstravelmente inseguro. Esta foi a conclusão dos testes coordenados pelo professor da UNB...
Eleições
1-Biometria e urna eletrônica

"O sistema eletrônico de votação adotado no Brasil é referência mundial" - é a afirmação encontrada no site do TSE, à respeito da biometria e a urna eletrônica.

O objetivo aqui não é tomada de posição à favor ou contra. Apenas colocar os fatos e deixar que eles falem por si mesmos, pois como afirma um provérbio português, "contra fatos não há argumentos".

Os fatos em questão são relacionados à parte de programação envolvida nas urnas, apontados pelo especialista e professor da UNB, Diego Aranha, na Comissão de Ciência e Justiça do Senado Federal em 2013. Coloco abaixo adaptado e resumido o conteúdo da fala do especialista, destacando alguns trechos notoriamente mais alarmantes. O vídeo está disponível no Youtube e poderá ser assistido diretamente aqui, no final deste texto. 

Diego Aranha participou como coordenador nos testes de segurança do software de votação em março de 2012, coordenando a equipe que venceu os testes, formada por 27 pessoas, entre nove equipes que participaram, convocadas via chamada pública promovida pelo TSE. 

Os membros da equipe fizeram testes divididos em duas fazes durante 12 dias. Na primeira faze as equipes tinham acesso ao código-fonte do software de votação, podendo solicitar esclarecimentos técnicos do pessoal do TSE. Tais solicitações eram protocoladas e o TSE se reservou o direito de não respondê-las. Foi descrito um mecanismo de segurança que produz o RDV - Registro Digital do Voto de forma embaralhada, ou seja, os votos são armazenados no RDV fora de ordem. Assim não é possível correlacionar a ordem que o eleitor votou, a posição dele, com o seu voto propriamente dito.

A equipe coordenada por Diego começou na primeira fase os exames, buscando funções ou construções conhecidamente inseguras. Calcular permutações, como é chamado em computação. A equipe encontrou já nos primeiros 5 minutos uma construção conhecidamente insegura, sabidamente insegura há 17 anos naquele ano (2012), exatamente naquele arquivo que produzia o RDV. A equipe levantou a hipótese de que o RDV não havia sido projetado e implementado de maneira segura, de forma a proteger o sigilo do voto

Num total de 5 horas avaliando o código fonte, além desta primeira descoberta da construção insegura, Diego e sua equipe prosseguiram fazendo testes, buscando outras possibilidades de falhas de seguranças ou vulnerabilidades no código fonte do software de votação, que possivelmente interfeririam em outros fatores de segurança da eleição, como por exemplo a questão da integridade do voto, além do sigilo do mesmo. Diego descreveu àquela primeira vulnerabilidade encontrada como infantil, quando avaliava a questão do sigilo do voto

Em outro dia de testes o time do professor conseguiu reverter o embaralhamento dos votos, constatando a possibilidade de saber que eleitor votou em qual candidato, conferindo com a fila de votação. Isso abriria margem para fazer uma "versão digital" do que era chamado em outra época de "voto de cabresto", onde um indivíduo interessado em fraudar a eleição pressiona os eleitores a votar em determinado candidato, sob pena de sofrer algum tipo de punição. Em seguida, continuando os testes, encontrou diversos problemas de projeto, considerados mais preocupantes, e não apenas de implementação. Constatou que vários dos mecanismos de segurança no sistema de votação foram projetados de maneira incorreta, ou por falta de treinamento ou por falta de conhecimento da forma como aquela primitiva de segurança deve ser usada na prática, falta de auditoria externa, entre outros fatores... Enfim, um processo de desenvolvimento que não teve a segurança como prioridade. 

Ao término dos testes a equipe redigiu um relatório de 40 páginas, disponível na internet neste link. Encontraram erros fundamentais de projeto no software na parte responsável pela integridade dos dados de votação. Como exemplo, todas as urnas eletrônicas disponíveis no país, em torno de meio milhão, compartilham a mesma chave de segurança, o que fazendo uma analogia corresponde a meio milhão de pessoas usando a mesma fechadura em suas casas. Isso quer que se o conteúdo desta chave segurança vazar uma única vez, o conteúdo de todas as urnas fica exposto, bem como a memória de todos os equipamentos em operação. Mais ainda: esta chave de segurança é armazenada às claras no cartão de memória que é chamado de cartão de carga, usado para instalar o programa de votação nas urnas. A parte protegida do cartão é onde está armazenado o programa, de forma a permitir à quem tiver acesso, lendo todo o seu conteúdo, manipular o software de votação para, por exemplo, fazer a contagem de maneira desonesta dos votos dos candidatos, como também produzir um registro digital do voto compatível com tal contagem ilícita. Assim, qualquer recontagem posterior irá necessariamente refletir o resultado fraudulento.

Diego concluiu que estes não foram erros de projeto sofisticados, ou seja, incomuns ou erros que exigem conhecimento de especialistas para serem identificados, porém erros primários que o próprio professor ensina no seu curso de graduação. O ataque simulado que ele realizou com sua equipe nos testes é usado como bônus nas provas do seu curso, onde 80% dos alunos acertam com absoluta exatidão. Portanto, não foi necessário conhecimento especializado para encontrar as vulnerabilidades nem para realizar os ataques ao software de votação.

Enfim, Diego conclui que não é um especulação que o sistema de votação usado no país é inseguro. É demonstravelmente inseguro. Esta foi a conclusão dos testes coordenados pelo professor da UNB.

Eis os fatos.

Confira abaixo o vídeo do especialista:




Para acrescentar, tem a entrevista seguinte do professor ao programa The Noite em 2014, reafirmando as conclusões do teste feito dois anos atrás e acrescentando algumas informações importantes, como a posição do TSE diante das falhas de segurança:




Escreva nos comentários, clique em curtir, visite a página do Facebook  e compartilhe com seus amigos. Até a próxima!

sábado, 24 de setembro de 2016

4 recursos do Whatsapp que você deve conhecer e usar

Whatsapp
1-Recursos do Whatsapp
Para aproveitar melhor o aplicativo mais usado no Brasil (93% segundo Ibope), há alguns recursos que vem muito a calhar em diversas situações. Recursos como desativar o aviso de mensagem lida, silenciar contato ou grupo, desativar download automático de imagens e vídeos, economizar dados em chamadas e fazer backup ou cópia de segurança das conversas, podendo recuperar depois em caso de necessidade...


1 - Desative o aviso de mensagem lida

Esse recurso serve de modo especial se você não quiser ou não puder responder uma mensagem assim que terminou de ler. Para quem te enviou, parecerá que você não leu ainda, não teve tempo ou está sem internet. 

Uma forma simples é ativar o Modo Avião e ler as mensagens, ou ler com o WiFi ou rede da operadora desativados, pois sem conexão o aplicativo não vai "avisar" ao remetente que você leu a mensagem. Mas você pode fazer isso sem precisar ficar toda hora se desconectando, seguindo os passos a seguir:

Acesse os três pontos no topo à direita para acessar o menu no app..


Whatsapp
2-Acesso ao menu
Toque na opção Configurações...


Whatsapp
3-Opção Configurações do Whatsapp
Em seguida, escolha a opção Conta, onde você terá acesso às configurações da sua conta no aplicativo...


Whatsapp
4-Opção Conta
Finalmente selecione Privacidade dentre as opções de sua conta, para personalizar sua "intimidade" dentro do app, escolhendo o que ficará exposto ou não...


Whatsapp
5-Opção Privacidade
Note rolando para baixo a opção Confirmações de leitura.

Desmarcando a caixa de seleção em destaque na imagem, quando você ler uma mensagem recebida, não aparecerá para quem te enviou a coloração azul nos "vistos vV"


Whatsapp
6-Confirmação de leitura
Abaixo você vê a observação de que você também não verá a confirmação de leitura de outras pessoas. A desvantagem é essa.

Rolando para cima você vê outra opção que é desativar o recurso Visto por último, caso interesse não mostrar para seus contatos quando foi a última vez que você acessou o aplicativo. Também com a observação de que você também não verá quando seus contatos acessaram pela última vez.


2 - Silencie contatos ou grupos

Outro recurso que você deve conhecer e precisar muitas vezes é silenciar contatos ou grupos. Se algum contato ou grupo seu está atrapalhando, numa hora em que você precisa dar atenção a uma pessoa numa emergência, por exemplo, você pode silenciá-lo, de modo que não irá receber notificações dele durante um tempo.

Para ativar o recurso, abra o contato ou grupo como se fosse enviar mensagem, porém acesse o menu tocando os três pontos no topo à direita...


Whatsapp
7-Acesso ao menu do contato/grupo

A opção Silenciar deverá estar na lista. Caso não esteja, selecione a primeira opção, Ver Contato:


Whatsapp
8-Opção Silenciar
Caso já tenha direto a opção Silenciar direto, aparecerá a seguinte tela com as opções de tempo, onde você pode escolher 8 horas, 1 semana e até 1 ano, além de desmarcar a caixa de seleção para não exibir notificações.


Whatsapp
9-Opções de Silenciar
Se no seu caso tiver de selecionar Ver Contato, aparecerá a tela da imagem abaixo, onde a primeira opção será Silenciar. Quando você tocar no ativador ao lado (círculo verde na imagem), aparecerá as opções de tempo como na imagem acima. Quando quiser desativar, "deixar falar" de novo, basta repetir o procedimento, desativando no círculo que deverá ficar cinza, como na imagem 11:


Whatsapp
10-Opção Ver Contato


Whatsapp
11-Silenciar desativado


3 - Desative o download automático de fotos e vídeos e economize dados em chamadas

Este recurso é essencial para economizar seus dados da rede da operadora do seu smartphone. Sobretudo vídeos "comem" muitos megabytes de seu pacote de dados. Se o download for automático, irá gastar com conteúdo que você nem se interesse. O recurso deve estar desativado por padrão. Porém, no caso de estar ativo, siga esses passos simples para acertar:

Acesse as Configurações do aplicativo pelo menu, que é aberto tocando nos três pontos no topo à direita:


Whatsapp
12-Acesso às configurações
Em seguida selecione Uso de dados entre as opções de Configurações:


Whatsapp
13-Opção Uso de dados
Você verá na tela as opções de usar o download automático quando utilizar rede dados, ou seja, o pacote de dados da sua operadora de celular; quando conectado ao wifi e Em roaming (receber dados por redes de celulares que não pertencem à sua operadora, serviço que é cobrado com taxas extras e que deve estar disponível no seu plano de telefonia). Há também por último uma recurso muito útil, Reduzir uso de dados, que reduz o volume de dados em chamadas pelo aplicativo mediante redução da qualidade de som, o que melhora a compactação de dados.


Whatsapp
14-Uso de dados - opções
Tanto a opção Quando utilizar a rede dados quanto Quando conectado ao wifi e Em roaming apresentam as mesmas caixas de seleção: Fotos, Áudio, Vídeos e Documentos. Desmarque tudo se não quiser que o download destas mídias seja feita automaticamente ao abrir uma conversa. Desta forma, só irá baixar o que você selecionar.


Whatsapp
15-Exemplo das opções de download, usando a rede dados
Para reduzir o uso de dados, a última opção, basta marcar a caixa de seleção, economizando dados em suas ligações.

4 - Faça download automático de suas conversas

Por fim, nada mais útil e em muitos casos esquecido que fazer cópias de segurança. Fazer backup é um procedimento muito tranquilo, já que pode ser programado para ser feito automaticamente pelo aplicativo. Não há a necessidade de criar a rotina de fazer o procedimento periodicamente, correndo o risco de esquecer e vir a perder dados numa fatalidade ou imprevisto.

No Whatsapp você pode programar backups automáticos que são feitos através do Google Drive

Acessando a opção Configurações (recordando a imagem 12 acima), selecione a opção Conversas:


Whatsapp
16-Opção Conversas em Configurações
Você verá na tela seguinte, entre outras opções, Backup de conversas


Whatsapp
17-Opção Backup de conversas
Selecione as diversas opções como de quanto em quanto tempo será feito o backup, se será feito por rede de dados e Wifi ou Wifi (recomendo esta última, opção padrão) e a opção Incluir Vídeos, caso interesse.


Whatsapp
18-Opções de backup
Confira as opções de tempo em que o backup será realizado automaticamente abaixo:


Whatsapp
19-Opção de frequência de backups

Escreva nos comentários, clique em curtir, visite a página do Facebook  e compartilhe com seus amigos. Até a próxima!

sábado, 17 de setembro de 2016

Como fazer para economizar a bateria do smartphone

Bateria
1-Bateria com pouca carga

Você está precisando fazer uma ligação urgente, dar um aviso importante, desmarcar um compromisso na última hora ou fechar um grande negócio e... A bateria acaba! O carregador ficou em casa. Pede emprestado e ninguém tem. Você já esteve nesta situação?

O uso de smartphones hoje é uma realidade e são aparelhos muito úteis, "quebram um galhão" mas perdem energia "de montão"! 

E fundamental que a bateria do aparelho tenha um bom tempo de autonomia, o máximo possível. Há diferenças de acordo com marca e modelo nesta autonomia, uns para mais outros para menos. Porém algumas medidas simples ajudam à evitar a surpresa desagradável de estar sem carga na bateria no pior momento.

Diminua o brilho da tela

Moto G
2-Exemplo de ajuste de brilho
A tela do smartphone é o que mais consome energia no aparelho. É responsável por cerca de 70% do consumo. Para evitar desta forma gasto desnecessário, é interessante diminuir o máximo o brilho da tela. Por mais que ao ar livre seja necessário aumentar o brilho para poder enxergar devido à claridade do ambiente, adquirir o hábito de diminuir o brilho quando não precisar mais vai dar uma "vida" mais longa à sua bateria.

A imagem acima é de um Moto G, um aparelho onde é fácil o acesso ao recurso de brilho da tela. Porém dependendo do modelo do seu celular, pode ser que o recurso esteja "escondido". Aplicativos como o Screen Filter ajudam, permitindo que você ajuste direto da tela principal do aparelho por um atalho. Indico esse link para mais detalhes deste aplicativo.


Outra coisa é o ajuste automático de brilho, que é um recurso interessante porém é "tapa aqui descobre ali", pois a medição de luminosidade também gasta muita energia. Se o seu aparelho tiver tal recurso, o melhor para uma maior duração da bateria é deixá-lo desativado.

Desative o "net aéreo", o "dente azul" e o "sentinela"

O título é uma brincadeira com a tradução de WiFi e Bluetooth, mais as Notificações. Além disso, a vibração é outra função "fominha".

Neste caso o "hábito faz o monge", dando longa vida à carga e vida útil da bateria, uma vez que você diminuirá o número de recargas, o que significa gastar menos ciclos de recarga que "envelhecem" mais rápido a peça. Criar o hábito de desativar o Wifi e Bluetooth sempre que não estiver usando.


Moto G
3-Controle da Vibração do smartphone
Evitar usar a vibração é também uma boa sacada, na medida do possível. Vai da necessidade de cada um, se o mais importante é preservar a carga da bateria mais tempo ou simplesmente estar com o celular sempre à postos, mesmo em reuniões, usando a vibração.

Moto G Android
4-Controlar Notificações
O "sentinela" chamado Notificações pode te deixar sempre por dentro de novas mensagens, publicações em redes sociais e atualizações em geral. Porém, como qualquer recurso disponível no aparelho, há um custo ou um gasto extra de energia. Vale avaliar cada um da necessidade de estar sempre atualizado de novas interações, mensagens, e-mails etc.

Moto G
5-Notificação de apps

Encontre nas configurações do seu aparelho a opção Som e notificações ou similar, localize a Notificação de apps. Há também a opção de avisar ou não de atualizações quando o aparelho estiver bloqueado. Neste caso desativará sempre que bloqueado. É uma alternativa, dependendo do tempo que você deixa seu aparelho bloqueado. Atente também o tempo ocioso do aparelho para apagar a tela se não está muito extenso. O ideal é menos de um minuto.

Limite o número de aplicativos simultâneos

Aplicativos rodando em segundo plano, como em "stand by", são "comedores" vorazes de bateria.


Google Play
6-Fechar todos os aplicativos
O aplicativo gratuito Fecha todos aplicativos é uma ótima opção para fechar rapidamente os apps em uso, além de liberar memória. É um programa simples e objetivo, grátis e sem propagandas. A dica é colocá-lo como widget para que num toque ele feche e libere memória.


Google Play
7-Interface do Fecha todos aplicativos
Como você pode conferir na interface do aplicativo, não há "enrolação". É abrir e tocar em "FECHA TODOS APLICATIVOS GRÁTIS". Mas colocando como widget você "economiza" um toque. Pode deixar na tela principal do seu aparelho e num toque fechar os aplicativos em segundo plano "comedores" de bateria, liberando também memória, "aliviando" a barra do celular.


Android Moto G
8-Acesso aos widgets
O acesso aos widgets do seu aparelho pode ser feito apenas tocando e segurando direto na tela até aparecer a opção, como na imagem acima, ou acessando o menu do aparelho, configurações e aplicativos. Aparecerá a lista de aplicativos de seu aparelho, onde você deve deslizar até encontrar o app Fecha...:


Android Moto G
9-Widget fecha todos aplicativos
Toque e pressione o ícone do aplicativo até aparecer a tela principal do seu aparelho, onde você poderá escolher onde irá deixar o widget. Ao terminar, você poderá num toque apenas executar o app sem precisar abri-lo.

Carregue a bateria quando receber o aviso no aparelho e recarregue até 100%

Android Moto G
10-Aviso de bateria fraca
Como já diz o nome: smartphone, ou seja, "telefone inteligente". Se você procurar nos motores de busca da web, encontrará várias matérias sobre "mitos" de baterias de celulares. Um deles é o de que é preciso deixar a bateria acabar completamente para poder recarregar, evitando assim "viciar", evitar o "efeito memória". Isso faz sentido nas baterias de Níquel-Cádmio. Desta forma, esses "mitos" são mal entendidos. Atribuem às baterias de Íon de Lítio usadas nos "telefones inteligentes" características daquela outra, usada em celulares mais antigos, além das pilhas recarregáveis muito usadas nos tempos em que as câmeras digitais eram febre. Outro "mito" é de que a bateria é prejudicada se após carregar 100% continuar conectada no carregador. Um celular inteligente "sabe" quando sua carga atingiu o máximo e automaticamente pára de carregar e passa a alimentar normalmente o dispositivo. Você nota que a fonte do carregador esfria. Se o seu aparelho estiver no modo avião, também vai "ficar frio", pois não estará buscando sinal de rede. Estará relaxando "numa boa".

Quando se trata de smartphones, a bateria é inteligente também. Não há efeito memória e problema de viciar. Por outro lado, diferente das baterias de Níquel-Cádmio, não é recomendado deixar a bateria descarregar por completo. Aparecendo o aviso para conectar o carregador, conecte o quanto antes possível. E se acabar a carga completamente, evite deixar muito tempo sem conectar o carregador para evitar inutilizar a bateria.

Por fim, é importante deixar carregando até completar sempre que possível, pois quando você tira o carregador "gasta" um ciclo de recarga, o que é semelhante à menos um ano de vida do componente.

Cuidado com altas temperaturas

Smartphone
11-Ilustração de celular "suando"
Esse é outro fator que diminui a autonomia da bateria. Aparelho eletrônico nenhum "é chegado" à uma temperatura muito acima da que ele mesmo gera. Celulares inteligentes são computadores portáteis praticamente e, tal como o computador clássico, precisa de ter sua temperatura controlada para não danificar ou queimar componentes, além é claro, diminuir a vida útil. Naturalmente que a bateria vai durar menos se o aparelho estiver "bronzeando" muito ou frequentando muitas saunas.

Mas além do ambiente, o próprio aparelho aquece muito quando ligado no wifi, bluetooth ou rede de dados; durante o carregamento da bateria; enfim, quando em processamento intenso. Então novamente, o hábito de desativar o que não está usando faz o monje aproveitar melhor e mais tempo seu aparelho.

Escreva nos comentários, clique em curtir, visite a página do Facebook  e compartilhe com seus amigos. Até a próxima!


Imagens capturadas de um Moto G 3ª geração e um LG L40 D175

sábado, 10 de setembro de 2016

Grave e Edite Sons no Audacity

Audacity
1-Tela do Audacity

Audacity é um programa de edição de som livre, de código aberto e multi-plataforma, para gravar e editar múltiplas faixas de áudio.

sábado, 3 de setembro de 2016

3 maneiras de personalizar fotos com o Gimp

Logo Gimp
1-Logo do Gimp

Hoje existem diversas opções de ferramentas muito boas e livres para trabalhar com imagens. O Gimp é uma boa alternativa ao famoso Photoshop, possuindo a vantagem de ser software livre, ao contrário do consagrado editor de imagem da Adobe. O Gimp tem uma interface bem simples, porém com uma grande variedade de recursos, atendendo tanto usuários básicos como avançados ou profissionais.

sábado, 27 de agosto de 2016

5 recursos para trabalhar com arquivos PDF

PDF da Adobe
1-Logo do PDF da Adobe

Os arquivos no formato PDF são já a muito tempo um dos mais usados na internet. Um dos fundadores da Adobe Systems, John Warnock, trabalhou para criar uma tecnologia voltada para a padronização, ao permitir a visualização de arquivos em qualquer computador, em qualquer sistema operacional e que qualquer impressora fosse capaz de imprimir. Enfim, foi feito para funcionar como a linguagem Java, multiplataforma, além de ser inteiramente compatível com leitores portáteis, podendo ser criado a partir de diversos aplicativos, entre outras vantagens.



sábado, 20 de agosto de 2016

Smartphones: abuse e use?

Os celulares smartphones fazem parte do cotidiano da grande maioria das pessoas. Para muitos, seu aparelho faz falta como se fosse membro do seu próprio corpo! Há relatos de usuários com sintomas dos mais variados, desde problemas de coluna até distúrbios psicológicos. Já existe doença específica decorrente de uso excessivo de um aplicativo que é fenômeno. Um novo jogo causa sensação ao provocar um cruzamento entre mundo virtual e real.

O objetivo desta postagem é colocar os fatos. Dados de pesquisas, relatos e estatísticas de modo que cada um possa tirar suas próprias conclusões.

Pokémon GO


Pokémon GO
1-Pokémon GO

sábado, 13 de agosto de 2016

5 ferramentas para corrigir erros de sistema

Os erros de sistema são comuns ao longo do uso normal de um computador. Acontece mesmo você sendo um usuário "moderado", ou seja, que não força a máquina, não lota de programas sem preocupação com a procedência ou faça alterações delicadas na base da "adivinhação" ou "tentativa e erro". Da mesma forma que nós ou qualquer ser vivo, o desgaste natural, o ambiente ou mudanças provocam diversas "doenças" nos computadores.

Muitas vezes o computador começa a travar ou ficar muito lento e você pensa em formatar para resolver. Porém, muitas vezes basta usar algumas ferramentas do próprio sistema e de terceiros. É semelhante a dar um "remédio" ou "tratamento" para o seu equipamento. Formatar é um procedimento mais delicado, semelhante a um transplante, mais demorado e que leva mais tempo para recuperar. No caso do computador, leva mais tempo pois você terá de reinstalar todos os programas, recuperar arquivos e configurações etc.

A seguir mostrarei 5 ferramentas, 5 "compridos" para seu computador recuperar a "saúde":


1 - Prompt de comando; 



Uma das formas manuais de "remediar" o PC é através do bom e velho Prompt do DOS, sempre presente em todas as versões do Windows. A famosa "tela preta" de comandos para os que começaram no mundo da informática a mais tempo. 

Um comando muito bom para corrigir erros de sistema é o SFC. Este comando serve para fazer a recuperação e correção dos arquivos que compõem o sistema operacional - o Windows. No caso do Windows XP ou anterior, será necessário o CD de instalação para executar o comando.

Existem várias maneiras de abrir o prompt de comando, porém a mais rápida é através do menu Iniciar, digitando CMD no campo de pesquisa (No Windows XP, menu Iniciar e Executar).

Abrindo a Janela do prompt você digita sfc/scannow e pressiona Enter.


Windows
01-Prompt de comando
O processo é um pouco demorado, variando de acordo com a configuração da sua máquina e da gravidade do "quadro". 


Windows XP
2-Comando sfc/scannow no Windows XP
Já no do Windows Vista em diante, é preciso abrir o prompt como Administrador do sistema para o comando funcionar. Ao digitar no campo de pesquisa do menu Iniciar, com o botão direito do mouse, clique no ícone do resultado da pesquisa e escolha a opção Executar como administrador, conforme imagem:


Windows 7
3-Prompt como administrador no Windows 7
Lembrando que do Vista em diante não é preciso o Disco de instalação. Basta digitar sfc/scannow, pressionar Enter.


Windows 7
4-Prompt - comando sfc/scannow


2 - Scandisk; 


O scandisk é uma ferramenta que acompanha o Windows de longa data. Antes do Windows aliás, pois começou na versão 6.2 do MS-DOS. Serve para detectar e corrigir erros lógicos do disco rígido ou HD (erros de sistema), além de unidades removíveis como pen-drives e os "falecidos" disquetes, além de pesquisar setores danificados na superfície do disco (erros físicos).

A maneira mais rápida de executar a ferramente é abrindo o Windows Explorer, usando o atalho Windows + E (tecla com o logo do Windows entre Ctrl e Alt). Localize a unidade de disco do sistema operacional, normalmente Disco Local C: e clique nela com o botão direito do mouse, selecionando em seguida com o botão esquerdo a última opção, Propriedades.


Windows 7
5-Propriedades do Disco Local C:
Abrirá a janela das propriedades da unidade de disco, onde você deve selecionar a aba Ferramentas, onde a primeira opção é Verificação de erros, o mesmo que scandisk. Selecione Verificar agora para executar, abrindo mais uma janela com duas opções: Corrigir erros do sistema de arquivos automaticamente e Procurar setores defeituosos e tentar recuperá-los. A primeira opção fica marcada por padrão e é a que corrige erros lógicos. Geralmente quando o computador é desligado incorretamente ou por falta de energia, o scandisk é executado automaticamente nesta primeira opção. Já a segunda faz a correção física e é muito demorada, além de ser útil raramente, quando o HD apresenta problemas de Bad Blocks, que são clusters defeituosos. O que ocorre na prática é que quando chega neste ponto o disco rídigo está prestes a "morrer" e não há outra solução senão copiar o quanto antes os arquivos e comprar um novo. O ideal é criar o hábito de fazer cópias do arquivos para prevenir surpresas desagradáveis. Confira neste link as diversas formas de fazer backup.


Windows 7
6-Janela de ferramentas

No caso desta postagem o objetivo é corrigir erros de sistema. Portanto, usar apenas a primeira opção. Ao clicar em Iniciar, uma janela de confirmação aparecerá com a pergunta se você deseja verificar erros na próxima vez que iniciar o Windows, pois não pode verificar o disco enquanto ele está em uso. Isso é normal. Clique em Agendar verificação de disco e quando reiniciar a máquina ele irá executar o scandisk.


Windows 7
7-Confirmação do scandisk

3 - Restauração do sistema; 


Este recurso é útil quando o seu computador está muito lento e travando muito, após alguma mudança como um novo programa instalado. Você pode restaurar o sistema no estado em que estava antes da alteração. É importante verificar se a ferramenta já está ativada, antes de ocorrer algum problema, pois em muitos casos não está. Para ver se está ativada, pressione a tecla do Windows + E para abrir o Windows Explorer, localize o ícone do Computador e, com o botão direito do mouse clique no ícone e selecione Propriedades:


Windows 7
8-Propriedades do computador
Na janela que abrirá, selecione à esquerda a opção Proteção do sistema. Veja no meio da Janela de Propriedades do Sistema a unidade de Disco Local do Windows (normalmente C:). Selecione e clique no botão abaixo, Configurar:


Windows 7
9-Proteção do sistema
Marque a primeira opção de acordo com destaque na próxima imagem e confirme no botão OK. Agora o sistema automaticamente criará pontos de restauração até o espaço do disco que a Restauração do Sistema reserva ser preenchido, como aparece na imagem abaixo - Uso do Espaço em Disco.


Windows 7
10-Ativando a restauração
Para acessar quando precisar restaurar um ponto anterior, no Windows 7 o meio mais rápido é o menu Iniciar, digitando restaura no campo de Pesquisa, listando os resultados. Selecione a opção que aparecerá entre os primeiros, Restauração do Sistema:


Windows 7
11-Pesquisar ferramenta restauração de sistema
Abrirá a janela de Restauração do Sistema. Basta avançar para abrir a lista de pontos de restauração:


Windows 7
12-Restauração - restaurar
A lista terá os pontos de restauração salvos com as datas respectivas e programas que criaram antes da instalação. Escolha um ponto do dia anterior ou do último programa instalado, depois do qual o sistema começou a falhar e clique em Avançar.


Windows 7
13-Pontos de restauração
Confirme em Concluir e aguarde o processo, depois do qual reiniciará o sistema e mostrará o resultado.

Windows 7
14-Confirmar ponto de restauração

Acompanhe nesta vídeo-aula acima como fazer a restauração do sistema no Windows 7.


Já para quem usa o bom e velho Windows XP, acesse a restauração de sistema pelo caminho menu Iniciar - Programas - Acessórios - Ferramentas de Sistema - Restauração do sistema.


Windows XP
15-Acesso à restauração do sistema no Windows XP
A janela de Restauração do sistema apresenta duas opções básicas - Restaurar o computador mais cedo e Criar um ponto de restauração. Deixe a primeira marcada e clique em Avançar.


Windows XP
16-Restauração do sistema
Escolha no calendário na próxima janela o ponto de restauração.


Windows XP
17-Selecionar ponto de restauração
Atente nas linhas em vermelho na próxima janela e prossiga no botão Avançar.


Windows XP
18-Confirmar seleção de ponto de restauração


4 - Combofix;


Combofix é um ótimo software livre (freeware) que faz uma varredura no computador em busca de "programas espiões" ou spywares e programas maliciosos ou malwares, eliminando os "penetras". É um "medicamento pesado" que leva um bom tempo para processar, dependendo da configuração. Pode ser baixado neste link. Após baixar o arquivo, basta executar. O programa executa automaticamente sem fazer instalação. Clique em Eu Concordo para aceitar os termos de uso:


Combofix
19-Termos de uso do Combofix
Se o anti-vírus do seu computador estiver rodando, aparecerá um aviso para desativar antes de continuar. Você precisa então identificar qual o anti-vírus, ao lado do relógio na barra de tarefas, clicando no ícone com o botão direito do mouse e buscando a opção de desativar / desabilitar.


Combofix
20-Aviso de anti-vírus rodando
Após desabilitar clique em OK para fechar o aviso e continuar.

Combofix
21-Execução do Combofix
Agora é só aguardar. Dá tempo de tomar um café, fazer um lanche...


Combofix
22-Tela de execução do Combofix

5 - Advanced System Care;


O Advanced System Care já adiou a formatação do meu sistema várias vezes. Um programa bastante completo, mesmo na sua versão free, removendo arquivos inúteis, corrigindo erros de registro, removendo spywares... Baixe o arquivo de instalação neste link. A instalação é bem rápida. Só é preciso atenção na pergunta ao final, como na imagem abaixo, onde você pode, se desejar, cadastrar seu e-mail para receber ofertas da empresa ou Desistir dos meus privilégios - como indicado pela seta:


Advanced SystemCare
23-Conclusão da instalação - Advanced SystemCare
A interface do programa é bem simples. Fica bem destacado ao centro o botão Examinar e por padrão todas as opções de Limpar e Otimizar.


Advanced SystemCare
24-Tela inicial do Advanced
A aba Acelerar tem recursos para otimizar o desempenho do computador, como Modo Turbo, Acelerar inicialização, Otimização Profunda e Limpeza de Apps/Barra de ferramentas; a aba Proteção é voltada para a navegação na internet; a Caixa de Ferramentas possui algumas funções extras que se você quiser usar, serão baixadas e adicionadas ao programa, como Médico do Disco e Desfragmentar Registro; a Central de Ações fornece Segurança & Desempenho com proteção contra spywares, Atualizador de Drivers, Otimização de Disco e até Otimizador de Jogos. Também tem o Atualizador de Programas, recurso que não vem ao caso quando se quer recuperar o sistema, além de que os programas possuem uma função de verificar atualização ativada por padrão.

Estas ferramentas recuperam a "saúde" em boa parte dos casos. Só não posso prometer eficácia 100% pois vai depender muito do "quadro" do "paciente". Há casos que só o transplante mesmo (formatação). Quando é este o caso você não consegue se quer dar as "medicações". O computador reage como um paciente rebelde que não aceita tratamento, ou seja, o sistema está tão mal que não basta usar ferramentas. 

Escreva nos comentários, clique em curtir, visite a página do Facebook  e compartilhe com seus amigos. Até a próxima!

 
Powered by Blogger